a palavra manu + escrita



Quando comecei o projecto stories_behind_objects não tinha noção da quantidade de pessoas com quem iria contactar. Dos comentários aos mails para encomendar, do envio das encomendas aos mails de reacção à chegada das mesmas, muitas têm sido as palavras trocadas.
Mas hoje, aconteceu o que eu não esperava. Uma pessoa a quem enviei uma peça stories, aproveitando o facto de ter ficado com a minha morada, enviou-me uma carta. Uma carta daquelas à séria, manuscrita. Por momentos revi os tempos da primária e preparatória, tempos em que, durante as férias "grandes", trocava correspondência com os meus colegas de "classe". Nessa altura não fazia ideia que mais tarde viria a dar tanta importância a uma carta manuscrita, mas, na era dos mails uma carta manuscrita, vinda pelo correio, faz toda a diferença.

4 comentários:

  1. Que bom!!!!
    Ainda por cima uma carta com letra bonita!

    ResponderEliminar
  2. É verdade, hoje em dia só nos chegam cartas para pagar ou então publicidade, mas cartas manuscritas e postais, só mesmo de ano a ano e com sorte, caso contrário, 1 de 5 em 5 anos...:)
    Mas quem sou eu para refilar, afinal tb eu aderi ao e-mail, não só porque é mais rápido, grátis e eficaz...

    Mas quem não gosta de receber uma cartita???

    Só por isso, acho que o vou fazer a alguns amigos que estão bem longe.

    Quanto ao comentário da Beta, realmente é verdade, e ainda por cima uma bela letra.

    Bjs da Olívia Palito ( agora mais inchada eheh... )

    ResponderEliminar